segunda-feira, 31 de março de 2014

diario de lisboa II








...esforço, não diremos inútil, mas ingrato, não compensador do trabalho que deu e dinheiro que custou, porque custou muito dinheiro

à exp foi dado tal carácter de seriedade que excluiu diversões, à excepção do grande restaurante... contratada a Orquestra Vitória, do Arcádia, e a gentil bailarina Lucy Snow, com o seu colega Charles e um grupo de 'girls'

...infelizmente excessivo


pavilhões colossais, audazes, rompendo o espaço com as agulhas e cúpulas modernistas


No sopé da fortaleza, extremo da Exposição, está uma aldeia indígena, com suas palhotas e usos e costumes da vida dos negros em comum.
(cf. Diário da Manhã)





1938 Diario de Lisboa Julho, 28

Diário de Lisboa 28 Julho

                  

o jovem artista Vasco Vieira da Costa que tem a seu cargo a elaboração de mapas e gráficos
J. Morim (João Eugénio de )
grandioso padrão do renascimento económico e social de Angola
um espaço de diversões no recinto, com 12 barracas para um grande arraial
A maioria dos pavilhões, que jovens artistas projectaram, pertence à escola moderna
logo à entrada da exp. destaca-se o estilo cubista




domingo, 30 de março de 2014

A fotografia em 1938 (- 1940)

1.
O mais importante que acontece em 1938 (e 1939)  são obviamente os 5 álbuns (Alguns aspectos) da viagem presidencial às colónias editados em 1939 e 1940, e o Álbum Comemorativo da Exposição-Feira Angola 1938





Ed. Agência Geral das Colónias, Autores não creditados (gravuras impressas pela Neogravura)
http://memoria-africa.ua.pt/Library/VisitasPresidenciais.aspx

Os muitos casos de informalidade da fotografia oficial, a relação inteligente com os protagonistas, as multidões e os ambientes, a versatilidade dos pontos de vista, a agilidade da câmara entre os grandes planos e os planos gerais, a atenção a pormenores fazem deste exercício de fotojornalismo  publicações sem paralelo.
Foi-lhes dedicada uma exp. em 1987 pela Ether e António Sena. Aí se apontou Firmino Marques da Costa como fotógrafo principal e se disse que o fotojornalista do Diário de Notícias e da Missão Cinegráfica não teve participação nem conhecimento dos álbuns.
A se atribuiu a sua produção a Luís de Montalvor (editor do Orfeu e futuro editor da Ática) e a José Osório de Castro, escritor (mais tarde o prefaciador de Flagrantes da Vida da Lunda, Museu do Dundo, Diamang, 1958). Ambos seria colaboradores da AGC.

2
Outra iniciativa oficial é o pequeno volume Images Portugaises, ed. SPN 1939 prefaciada por António Ferereo. Entre os vários colaboradores não creditados estão António Lacerda Nobre e Mário e Horácio Novais. Ver nota que lhe é dedicada.

http://alexandrepomar.typepad.com/.a/6a00d8341d53d453ef00e553ccdcda8833-pi
Foto de Lacerda Nobre

3
É de 1938 - Julho- a exp. de Elmano Costa e Cunha no SPN.


4
O 2º Salão Internacional de Arte Fotográfica ocorre em Dez de 1938. Dele se ocupa com insistência crítica a revista 'Objectiva'

5
Particularmente significativa é a "polémica do flagrante" que se inicia em Janeiro na revista 'Objectiva' fundada no ano anterior

6
Em 1939 Horácio Novais fotografa a edificação da Exposição do Mundo Português de que restam provas de época na BA - FCG.



7
O catálogo Secção Colonial da Exposição do Mundo Português (1940) inclui numerosas fotografias e o Dr Elmano Costa e Cunha é apontado como colaborador fotográfico.




8
Publica-se o álbum Portugal 1940




1938, ed. 1939, Images Portugaises

IMAGES PORTUGAISES, ed. Secretariado da Propaganda Nacional, s.d. (1939), prefácio de António Ferro. in 4º, 72 p. não num.; 23 x 23 cm. Legendas em francês, "Index" em inglês. Fotógrafos não identificados, com larga presença de Horácio Novais e Mário Novais.


http://alexandrepomar.typepad.com/.a/6a00d8341d53d453ef00e553ccdcda8833-pi
"Le blé" (ao lado de "Le sel")
Dr. António Lacerda Nobre, animador fotográfico do 1º ano da revista "Objectiva" (1937-38)

cf.
Colaco
Fotografia do Dr. Lacerda Nobre, Objectiva nº5, pág. 76
Milhos id. pág 77


"la beauté naive des poteries":
Lacerda2(?)

"Quiétude: le pont sur le Tage à Santarem" :
Lacerda3 Lacerda Nobre

Lacerda4
"L'abondance des récoltes et la qualité des produits viennent de la fertilité de la terre" (ao lado, os socalcos do Douro fotografados por Alvão)

livro de propaganda e livro turístico, é uma edição particularmente 'objectiva' e despojada. Marcada pelas opções fotográficas de Lacerda Nobre e da revista Objectiva, sobre uma fotografia despojada de efeitos, directa, atenta ao documentário social, com larga participação de Mário e Horácio Novais.



Fotografia de Firmino Marques da Costa (Alguns Aspectos...)

Elmano 1947, 1951 (Elmano 3)

À bibliografia do Elmano Costa e Cunha acrescenta-se mais um nº, na BA:
EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIAS DE ANGOLA PELO DR. ELMANO CUNHA E COSTA


Portugal. Secretariado de Propaganda Nacional, ed. lit. (?)

Lisboa : Império, [1938]

[2] p. ; 23 cm

e já antes, localizado num 'sebo' do Brasil

Catálogo da Exposição de Etnografia Angolana - Promovido pela Agência Geral das Colónias. Porto, No Salão de Festas do Coliseu, 1947. Documenário fotográfico, Carta Etnográfica e legendas, da autoria do Dr. Elmano Cunha e Costa. In-8.º; de páginas inumeradas. 


É certamente uma variante portuense do catálogo de 1946 no SPN:

1. Catálogo da exposição de etnografia angolana / Elmano Cunha e Costa. - Lisboa : Agência Geral das Colónias (Lisboa : Oficina Gráfica Limitada, 1946. - fotografias - 37 p. : il. ; 22 cm. / [34] p., [6] leaves of plates : ill. ; 23 cm

A que se segue então o 3º catálogo: 



3. CATÁLOGO da Exposição de Penteados e Adornos Femininos das Indígenas de Angola / promovida pela Agência das Colónias sob o patrocínio de S. Exª o Ministro das Colónias: Documentario fotográfico, carta etnográfica e legendas da autoria do DrElmano Cunha e Costa.
(Lisboa): S.N.I., 1951.(40) p.:il.; 23 cm.. (Salão do SNI / Lisboa : imp. Sociedade Industrial de Tipografia, [20] f. : il. ; 24 cm OU  [19] p., [8] leaves of plates : ill. ; 22 cm)
200 nºs de catálogo. Ilustrado com 8 fotografias.

Penteados e adornos (rapariga do Humbe) Angola (nº 143?)
a mm foto aparece rep. na pág. 262 da História de A. Sena (s/t (jovem rapariga do Humbe, Angola, c. 1945, brometo 29,9x23,6 cm, col. part.

escreve A.S.: E.C.C, expõe em 1946 no SNI "o trabalho que realizou durante a Missão Fotográfica a Angola. Tinha sido encarregado pelo Governo para (de) organizar o Álbum Etnográfico de Angola, em colaboração com o Pe. Carlos Estermann.", p. 261. (sublinhados a confirmar...)

#

Entretanto, a Inês Gomes, que tem estudado as exposições de fotografia colonial/ultramarina, refere que

O Elmano era advogado de formação. Exerceu em Moçâmedes. Volta a Portugal em 1943, ano em que tenta reingressar na Ordem dos Advogados, mas não o aceitam. Morre em 1955.
O artigo  Alguns aspectos dos estudos etnográficos (In: Boletim geral das colónias. - Ano 19º, nº 220 (Outubro de 1943), p. 93-108 ) data assim do seu regresso a Lisboa

Entretanto acrescenta outro título: "O Regaleira e...os seus fantamas", tb escrito pelo mesmo Elmano, que não tinha visto referido: "Traz dados importantes. Ele tinha como cliente, por ex., o Banco de Angola e o próprio Elmano dirigiu um jornal "Sul de Angola", de Moçâmedes."

Existe na Biblioteca de Arte da Gulbenkian e também na BN:

Elmano Cunha e Costa, Estudos Etnográficos e bibliografia (Elmano 2)

A fotografia e a "ocupação científica das colónias"


Exposição etnográfica de Angola
 / Elmano Cunha e Costa. - Possui ilustrações.
In: O Mundo Português. - II série, nº 7 (1947), p. 45-51

Penteados e adornos femininos das indígenas de Angola / Elmano Cunha e Costa
In: Boletim geral das colónias.- vol. 26, nº 310.- (1951), p. 137- 141
Cota: 89|ISCSP

catálogos

1. Catálogo da exposição de etnografia angolana / Elmano Cunha e Costa. - Lisboa : Agência Geral das Colónias (Lisboa : Oficina Gráfica Limitada, 1946. - fotografias - 37 p. : il. ; 22 cm. / [34] p., [6] leaves of plates : ill. ; 23 cm

2. * CATÁLOGO da Exposição de Penteados e Adornos femininos das Indígenas de Angola / promovida pela Agência das Colónias sob o patrocínio de S. Exª o Ministro das Colónias : documentario fotográfico, carta etnográfica e legendas da autoria do DrElmano Cunha e Costa.-
(Lisboa): S.N.I., 1951.-(40) p.:il.; 23cm. Ilustrado com fotografias.
OU (Lisboa : Sociedade Industrial de Tipografia, 1951. - fotografia, [20] f. : il. ; 24 cm OU  [19] p., [8] leaves of plates : ill. ; 22 cm.

1 livro

Negros / Carlos Estermann, Elmano Cunha e Costa. - Lisboa : Livria Bertrand. - XV + 207 páginas, [8] p., 1 est. ; 20 cm (ilustrado?)