sexta-feira, 4 de abril de 2014

1938 entre 1934 e 1940: um gráfico e um mapa antagónicos

Uma exposição africana, entre exposições eurocêntricas.
Todas elas colonialistas, mas a de 38 é mais uma exp. colonial que colonialista, digamos, colonial-africanista.

O africanista mor do regime, Hemberto Galvão, é eurocêntrico, os organizadores da Exposição-Feira Angola 1938 são africanos (são brancos residentes ou nascidos na colónia, e outros que se reconhecem como africanos e/ou se identificam com as aspirações dos velhos colonos)

1

2

3

1 -"Portugal não é um país pequeno" Escala [ca. 1:13000000]. - Lisboa : Secretariado da Propaganda Nacional. - 1 map. : color. ; 55x38 cm. - No canto inf. direito contém: "Superfícies do Império Colonial Português comparadas com as dos principais países da Europa http://purl.pt/ BND
3 - postal ilustrado SPN 1934
1 e 3 retirados de http://doportoenaoso.blogspot.pt  ( 25 de Fevereiro de 2014 acedido a 29 Março 2014)
Ver tb https://ressabiator.wordpress.com

2 - Álbum comemorativo da Exposição-Feira Angola 1938. (A ideia de Angola como capital do Império? Portugal é um país entre outros (a Espanha não está, já por causa da Guerra Civil? ou não estava antes?) França, Holanda... Índia Inglesa, União Sul Africana, Congo Belda (do rei dos belgas), A E F (África Equatorial Francesa)

O mapa 1/3 teve grande longevidade em Portugal. Que aceitação ou influência teve o gráfico 2 em Angola?

Sem comentários:

Enviar um comentário