domingo, 30 de março de 2014

Elmano 1947, 1951 (Elmano 3)

À bibliografia do Elmano Costa e Cunha acrescenta-se mais um nº, na BA:
EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIAS DE ANGOLA PELO DR. ELMANO CUNHA E COSTA


Portugal. Secretariado de Propaganda Nacional, ed. lit. (?)

Lisboa : Império, [1938]

[2] p. ; 23 cm

e já antes, localizado num 'sebo' do Brasil

Catálogo da Exposição de Etnografia Angolana - Promovido pela Agência Geral das Colónias. Porto, No Salão de Festas do Coliseu, 1947. Documenário fotográfico, Carta Etnográfica e legendas, da autoria do Dr. Elmano Cunha e Costa. In-8.º; de páginas inumeradas. 


É certamente uma variante portuense do catálogo de 1946 no SPN:

1. Catálogo da exposição de etnografia angolana / Elmano Cunha e Costa. - Lisboa : Agência Geral das Colónias (Lisboa : Oficina Gráfica Limitada, 1946. - fotografias - 37 p. : il. ; 22 cm. / [34] p., [6] leaves of plates : ill. ; 23 cm

A que se segue então o 3º catálogo: 



3. CATÁLOGO da Exposição de Penteados e Adornos Femininos das Indígenas de Angola / promovida pela Agência das Colónias sob o patrocínio de S. Exª o Ministro das Colónias: Documentario fotográfico, carta etnográfica e legendas da autoria do DrElmano Cunha e Costa.
(Lisboa): S.N.I., 1951.(40) p.:il.; 23 cm.. (Salão do SNI / Lisboa : imp. Sociedade Industrial de Tipografia, [20] f. : il. ; 24 cm OU  [19] p., [8] leaves of plates : ill. ; 22 cm)
200 nºs de catálogo. Ilustrado com 8 fotografias.

Penteados e adornos (rapariga do Humbe) Angola (nº 143?)
a mm foto aparece rep. na pág. 262 da História de A. Sena (s/t (jovem rapariga do Humbe, Angola, c. 1945, brometo 29,9x23,6 cm, col. part.

escreve A.S.: E.C.C, expõe em 1946 no SNI "o trabalho que realizou durante a Missão Fotográfica a Angola. Tinha sido encarregado pelo Governo para (de) organizar o Álbum Etnográfico de Angola, em colaboração com o Pe. Carlos Estermann.", p. 261. (sublinhados a confirmar...)

#

Entretanto, a Inês Gomes, que tem estudado as exposições de fotografia colonial/ultramarina, refere que

O Elmano era advogado de formação. Exerceu em Moçâmedes. Volta a Portugal em 1943, ano em que tenta reingressar na Ordem dos Advogados, mas não o aceitam. Morre em 1955.
O artigo  Alguns aspectos dos estudos etnográficos (In: Boletim geral das colónias. - Ano 19º, nº 220 (Outubro de 1943), p. 93-108 ) data assim do seu regresso a Lisboa

Entretanto acrescenta outro título: "O Regaleira e...os seus fantamas", tb escrito pelo mesmo Elmano, que não tinha visto referido: "Traz dados importantes. Ele tinha como cliente, por ex., o Banco de Angola e o próprio Elmano dirigiu um jornal "Sul de Angola", de Moçâmedes."

Existe na Biblioteca de Arte da Gulbenkian e também na BN:

Sem comentários:

Enviar um comentário